Em Fortaleza – Celebrante de casamentos: você sabe o que é?

Foto: Gustavo Franco

Uma cerimônia de casamento só sua, que evidencie a história de amor de uma forma bem pessoal, para casais que não possuem religião determinada ou que simplesmente desejam uma cerimônia personalizada, baseada nas preferências e crenças do casal. Já pensou em contratar um celebrante de casamentos?

Fala a verdade: quem nunca foi em um casamento e passou metade da cerimônia olhando o celular e a outra metade se perguntando que horas iam começar a servir os salgadinhos? 

Pensando nisso, um novo nicho surge no mercado casamenteiro: o de cerimônias personalizadas e bastante interessantes, que retratam com fidelidade a personalidade dos noivos. Fui conversar com a celebrante Naira Oliveira da Mar de Afeto, para entender um pouco mais do seu ofício. 

Foto: João Melo 

O celebrante é o profissional responsável por conduzir uma cerimônia de casamento, da mesma forma que um padre conduz a religiosa ou um juiz de paz conduz a civil. Casais não religiosos, de religiões diferentes, do mesmo sexo, que desejam casar em locais mais remotos ou querem a cerimônia como o momento "chave" do evento são os que mais procuram esse tipo de profissional.

Foto: Thiago Cascais

Foi partindo da sua própria necessidade na época do seu casamento, quando Naira quis realizar a cerimônia na praia do Pico das Almas no Cumbuco, que ela teve a ideia de iniciar a Mar de Afeto. "Não somos de uma religião específica, por isso não queríamos uma presença religiosa. E como o Cumbuco está localizado na comarca de Caucaia, um juiz de paz não teria jurisprudência para que o ato tivesse efeito civil."
Mas mais importante que isso, eles queriam que a cerimônia fosse emocionante, ao mesmo tempo que leve, ouvindo propósito e valor em cada palavra. Ela escreveu a cerimônia e pediu para dois amigos celebrarem. A experiência foi tão positiva que quis proporcionar isso para outros casais. "E o feedback tem sido muito bacana!", explica. 

Foto: Gustavo Franco

Com um pouco menos de 1 ano no mercado, a MdA já realizou cerimônias em diversos cantos de Fortaleza, mas o carro chefe são locais mais remotos (e exuberantes) como Cumbuco, Jericoacoara, Icaraizinho de Amontada e Aquiraz. Sempre escrevendo com todo cuidado e carinho a cerimônia de acordo com a história e trajetória vivida por cada casal, a ausência da preocupação com a jurisdição civil torna esse profissional bastante flexível em relação ao local do evento. O resultado? Cerimônias personalizadas, emocionantes e com visuais de encher os olhos.

Foto: Thiago Cascais

Foto: João Melo

Esse processo personalizado, aliás, é o diferencial ao contratar um celebrante de casamentos: como todo fornecedor da área, tem a parte burocrática de disponibilidade de datas, orçamento, assinatura do contrato. Passada essa fase, vem a dedicação para conhecer os noivos, como casal e como indivíduos também. Naira entrevista pessoalmente todos os seus clientes, em um primeiro momento juntos e na sequência, separadamente. Fica atenta para relatos de amigos do casal que possam surpreendê-los na cerimônia com participações especiais. Cada cerimônia é única, pois toda história de amor é indiscutivelmente única! Uma caixinha de surpresas, e essa é a parte que mais a motiva: "Ver na hora a forma como cada palavra, cada memória impacta os noivos é o que mais gosto. Se eles se emocionam, me emociono com eles. Se ele riem, rio junto. É uma conexão bem bacana".

A maior vantagem pros noivos é viver uma cerimônia onde o casal levará na memória pra sempre. A cerimônia é um rito marcante de passagem e celebração daquele relacionamento, onde o casal é estimulado nesse processo a reviver os maravilhosos motivos que os levaram até aquele altar. Quando a cerimônia é interessante, também há uma conexão palpável com os convidados. Possibilita que eles sejam incorporados nesse momento também, pois quem conhece o casal assimila tudo que está sendo dito o tempo inteiro.

Foto: Gustavo Franco

A Mar de Afeto está presente nas redes sociais, mas a principal forma de divulgação ainda é o boca a boca: seja dos noivos, dos convidados ou dos profissionais que presenciam uma cerimônia conduzida pela celebrante.

Falando sobre os desafios de empreender no Ceará, Naira afirma que, certamente, é o fato de que apenas recentemente os casais estão acordando pro fato de que podem casar fora dos protocolos e dogmas praticados pela maioria das pessoas. Felizmente, é crescente o número de noivos que vão tomando suas próprias decisões, e o resultado são eventos altamente personalizados, com o DNA do casal impresso em todos os detalhes. Atualmente as pessoas incluem seus pets, depoimentos dos padrinhos, votos personalizados, dentre outros. Os casais que fazem questão de ver sentido em todos os detalhes de suas personalidades nesse dia tão importante são meu público alvo. E por eles quererem isso de forma tão forte, há uma conexão e química imediata com o produto que eu ofereço.”



Foto: Igor Barreto

Naira Oliveira originalmente é formada em Comércio Exterior e pós graduada em Gestão de Empresas, mas não foi no meio acadêmico que se tornou celebrante. Foi no dia em que emudeceu um restaurante lendo seus votos para um casal de amigos que percebeu que sua escrita era uma poderosa ferramenta para conectar pessoas e possibilitar a celebração de encontros de uma forma muito única. Sua maior fonte de inspiração é no seu próprio relacionamento com as pessoas chaves da sua vida: é filha, esposa, mãe, madrasta.



Mar de Afeto


WhatsApp: 85. 9 8127-6217 (das 9h às 17hs)



Fotógrafos:



_

você também vai gostar:

Fortaleza
Comentários
0 Comentários

Somos apaixonados por locais, sabores, aromas, formas e cores.

Tem alguma crítica ou sugestão? Algo que queira falar para a equipe do Confesso que Fui?

Manda um e-mail que responderemos assim que possível!


confessoquefui@outlook.com