As melhores fotos de 2016, tiradas em todo mundo, segundo a National Geographic

A National Geographic tem mostrado o melhor da fotografia mundial por anos (inclusive eu já postei por aqui) e, em 2016, o pessoal de lá não poderia fazer diferente.

A revista acaba de anunciar suas melhores fotos de 2016 numa lista incrível, que é recheada com notáveis histórias visuais de todo o mundo.

São 52 imagens, produzidas por 91 fotógrafos, escolhidas de quase 2.300.000 fotos e 107 histórias, formando uma coleção de fotos poderosas, que nos levam a lugares que nunca vimos antes e nos deixam com vontade de pegar nossa câmera e sair agora viajando pelo mundo!

Dá uma conferida nas 15 que coloquei por aqui:



Um pequeno tamarin (sagui) tomando um banho com sua amiguinha dentro do parque nacional de Manú de Peru.



Em uma montanha no Parque Nacional de Yosemite, o fotógrafo Stephen Wilkes capturou 1.036 imagens em 26 horas para criar este composto do dia-noite.



Ye-Ye, um panda gigante de 16 anos de idade, fica num recinto selvagem no centro de conservação da Wolong Nature Reserve - China.



Tentado pelo fruto dessa imensa árvore, um orangotango sobe sem medo. Com os machos pesando em torno de 200kg, orangotangos são os maiores animais do mundo que vivem em árvores.



Uma tempestade noturna ilumina o céu perto de Wood River, Nebraska, com cerca de 413.000 grou-canadenses nas águas rasas do rio Platte.



Descansando em centímetros de água morna, tubarões-de-pontas-negras-do-recife aguardam a maré para encher os laguinhos das Ilhas Seychelles - Aldabra Atoll



Em Cuba, esse peixinhos do tamanho de um dedo fazem redemoinhos através dos manguezais nos recifes de coral. Assim, eles tentam confundir seus predadores.



Um pangolin africano bebê num passeio nas costas de sua mãe, na Pangolin Conservation, em St Augustine, Florida.



O sistema nervoso deste polvo é maior e mais complexo do que a maioria dos invertebrados. Pode pensar? É consciente? Os pesquisadores se perguntam se algum dia saberemos.



Tartarugas em busca de um abrigo contra o sol. Elas vão cozinhar em seus cascos, caso permaneçam no calor por muito tempo.



O sangue goteja do bico de um abutre-de-Rüppell. O pescoço e a cabeça quase não possuem plumas, o que ajuda a manter as tripas fáceis de pegar em um mergulho profundo rumo à carcaça.



No Alasca, um urso e seus filhotes causam um "engarrafamento" numa estrada a 92 quilômetros de Denali, aberta para veículos particulares apenas cinco dias por verão.



As partes da região de Yellowstone são repletas de ursos. Este, no Grand Teton National Park, afasta corvos de uma carcaça.



Em Flint, Michigan, os irmãos Julie, Antonio e Abram coletam seu subsídio diário de água engarrafada da Fire Station # 3, seu local local de recursos hídricos.



As cores da Grand Prismatic Spring em Yellowstone vêm de termófilos - organismos que gostam de calor e desenvolvem em água escaldante.

_


Fotos inspiradoras!

Clique aqui e veja todas as imagens selecionadas.

você também vai gostar:

Pelo Mundo
Comentários
0 Comentários

Somos apaixonados por locais, sabores, aromas, formas e cores.

Tem alguma crítica ou sugestão? Algo que queira falar para a equipe do Confesso que Fui?

Manda um e-mail que responderemos assim que possível!


confessoquefui@outlook.com